Seg, 29/07/13 - 21h23

São Paulo é o Estado com melhor IDH

Órgão da ONU divulgou nesta segunda o Índice de Desenvolvimento Humano dos municípios brasileiros

São Paulo é o estado brasileiro com melhor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), com 0,783 (a escala vai de 0 - pior - a 1 - melhor). Essa é a conclusão do Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil 2013, divulgado nesta segunda-feira, 29, pelo Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e Fundação João Pinheiro. O Pnud é um órgão da ONU (Organização das Nações Unidas).


Siga o Governo do Estado de São Paulo no Twitter e no Facebook


Das 100 cidades brasileiras com melhor IDH, 55 ficam em São Paulo, inclusive as duas primeiras: a líder São Caetano do Sul (0,862) e a vice-líder Águas de São Pedro (0,854), que permanecem na mesma posição há dez anos. Educação, saúde e renda são os pilares da pesquisa e oferecem os dados para os órgãos traçarem o panorama do desenvolvimento humano dos municípios e a desigualdade entre eles em vários aspectos do bem-estar.


São analisados indicadores de população, educação, habitação, saúde, trabalho, renda e vulnerabilidade, com base nos dados dos Censos Demográficos de 1991, 2000 e 2010. Em todas essas áreas, o Governo do Estado de São Paulo mantém programas que impactam positivamente na boa colocação dos municípios paulistas no ranking.



Educação


O Estado tem o Programa Educação - Compromisso de São Paulo, que é um conjunto de ações pioneiras envolvendo a família, o Estado e vários profissionais do segmento. Entre as ações, trata de maneira estratégica a maior rede de educação do País, com 4,3 milhões de alunos.


Além da criação da Rede Ensino Médio Técnico, do programa Creche-Escola, os CELs (Centros de Estudos de Línguas), o Estado aumentou o quadro de professores e criou um novo Plano de Carreira. Por meio do Centro Paula Souza, que administra as Etecs (Escolas Técnicas Estaduais) e Fatecs (Faculdades de Tecnologia), o Estado aposta no ensino técnico de qualidade, que resulta em alto índice de empregabilidade.


Saúde


A Secretaria da Saúde trabalha com um novo e moderno modelo de gestão, que contempla o usuário do sistema público de saúde em sua região. Os AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades) implantaram a regionalização da saúde. O cidadão tem o atendimento de qualidade que necessita sem que precise viajar longas horas até outras cidades. Completam os esforços na saúde a ampliação e modernização de hospitais e os repasses para as Santas Casas espalhadas pelo Estado.


O resultado dos investimentos aparece, por exemplo, na queda da mortalidade infantil, que caiu 61,8% nos últimos 20 anos e atingiu, em 2010, o menor nível da história. Dos 645 municípios paulistas, 301 apresentaram, em 2010, índices de mortalidade infantil inferior a dois dígitos, comparável aos de países desenvolvidos.


Desenvolvimento Social


Os programas da Secretaria de Desenvolvimento Social agem nas raízes de pontos impeditivos de mobilidade social. O São Paulo Solidário busca por retratos sociais de famílias e municípios para definir agendas específicas de saúde e educação. A atenção está voltada também para a melhor idade com o São Paulo Amigo do Idoso, com propostas para a população que já representa 11% do Estado.


De necessidade imediata, como alimentação, o Bom Prato já serviu, desde dezembro de 2000, mais de 100 milhões de almoços a R$ 1, sem ter sofrido reajuste e oferecendo uma refeição completa e de qualidade. Esse ano serão inaugurados mais quatro restaurantes.


Saneamento


A Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos avança com o programa Água Limpa para atingir 100% de água tratada, 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado em municípios de até 50 mil habitantes. Estações de Tratamento de Esgoto vão sendo levantadas para tratar de cargas orgânicas até então arremessadas diretamente nos rios.


Com o Se Liga na Rede, o Estado realiza obras gratuitas para conectar imóveis à rede de esgoto, para que o custo da obra não fique mais a cargo de famílias com renda de até três salários mínimos. A recuperação ambiental também recebe investimento como o Onda Limpa para garantir afastamento e tratamento de esgotos.


Emprego e Renda


O Estado de São Paulo ajuda a população que está em busca de trabalho com programas de recolocação no mercado e qualificação profissional. Por meio da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, o cidadão tem acesso ao Emprega SP, Frente de Trabalho e Time do Emprego. Pela Escola de Qualificação Profissional do Fussesp (Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo), as opções são a Padaria Artesanal ou ainda as escolas de Moda, Beleza ou Construção Civil.


Do Portal do Governo do Estado

Comentários: 0


Comentário fechado

Após 1 mês de publicação o comentário fica bloqueado. Envie sua mensagem para o fale conosco.

Enviar

Faça seu Cadastro

Cadastre-se para poder comentar as notícias além de receber conteúdos exclusivos.

Cadastrar

Atualize seu dados

Mantenha seus dados cadastrais atualizados para ampliar sua participação junto ao portal.

Atualizar